sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Prêmio por Trajetória Artístico Cultural

Estimulado que fui, numa oficina promovida pela Secretaria de Cultura e Turismo de Joinville, SC, decidi disputar o prêmio do Edital Trajetória Artístico Cultural Aldir Blanc 2021.
Confesso que esse exercício surpreendeu-me, pois eu ainda não havia parado para avaliar, de forma detalhada, o tamanho dessa trajetória.

Abertura da Fenachopp em 1987. Uma das mais importantes festas das tradições culturais joinvilenses. Lá estava eu, no palco de abertura do evento, devidamente trajado.

Inscreveram-se 230 proponentes, pessoas físicas e jurídicas, nessa modalidade. Destes, 50 foram premiados.
O resultado também foi uma grata surpresa. Consegui cumprir as exigências do edital e conquistar um reconhecimento pelo qual eu jamais havia buscado. Todavia, este prêmio é um estímulo a continuar essa trajetória, de forma ainda mais comprometida.
Entre as exigências do edital estava a gravação de um vídeo.
E também a apresentação de um currículo:
2021 – Diretor, roteirista e fotógrafo do documentário Pescadores de Areias (em produção). Curta-Metragem, 15 min, sobre a pesca artesanal na Baía Babitonga, viabilizado em 2021 com recursos públicos, pelo Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura (Simdec e teve como base a Pesquisa de Patrimônio Imaterial viabilizada também com recursos públicos do Simdec 2016 no projeto "Pesca artesanal, um olhar de perto".
2020 – Produtor do Longa Metragem Palavra Presa (em produção) patrocinado pelo BRDE PRODAV05/2016 e complementado pelo Prêmio Catarinense de Cinema 2019.
2018 – Produtor do documentário Licença Poética - Curta-metragem, com 25 minutos de duração, sobre o tema Literatura em Cárceres que tem como pano de fundo o Projeto de Leitura e Remição de Pena em prática desde 2013 no Complexo Prisional de Joinville. Edital Simdec 2016.
2018 – Produtor do documentário ANAS – Curta metragem de 15 minutos retrata mulheres que vivem da agricultura familiar e aborda o empoderamento feminino a partir das conquistas dos direitos profissionais da categoria e mostra como é o dia-a-dia destas mulheres. Edital Simdec 2016.
2018 – Produtor e instrutor do curso de formação em cultura “A Arte da Oratória, com Ênfase em Contação de Histórias, para Cegos e Deficientes Visuais”, realizado em parceria com o Clube de Oratória e Liderança (COL) e Associação Joinvilense para Integração dos Deficientes Visuais (Ajidevi). Edital Simdec 2016.
2018 – Produtor e fotógrafo da pesquisa de patrimônio imaterial “Pesca Artesanal – um olhar de perto” – Edital Simdec 2016 aprovado com a maior nota de todo o edital (9,93), trata-se da realização do mapeamento dos usos, funções e as significações simbólicas, estética e sociais do trabalho com a pesca artesanal em Joinville. A pesquisa foi realizada nas comunidades da Ilha do Morro do Amaral, comunidade pesqueira do Bairro Espinheiros e comunidade da Vigorelli.
2015 - Produtor e diretor do documentário O Marinheiro do Rio Cachoeira – Obra com duração de 26 minutos conta parte da história do rio que já foi um dos mais poluídos do sul do Brasil sob o olhar do marinheiro aposentado Adilson Lopes da Silva e revela sua surpreendente recuperação ambiental. Edital Cia Águas de Joinville.
2013 - Produtor e diretor do documentário Se ligue no esgoto – Obra com duração de doze minutos destaca a importância da comunidade ligar o esgoto doméstico à rede coletora da Cia Águas de Joinville e os benefícios ao meio ambiente principalmente na Bacia Hidrográfica do Rio Cachoeira, em Joinville, SC. Edital Cia Águas de Joinville.
2012 – Produtor e diretor do documentário Cachoeira, o rio que teima pela vida – Obra com duração de dez minutos, foca trecho central do Rio Cachoeira, Joinville, SC, considerado um dos mais poluídos do sul do país, revela imagens surpreendentes de vida e de morte. Edital Fundema Joinville.
2010 – Produtor e cenotécnico do espetáculo de teatro “Sótão” um dos premiados pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo a Cultura.
2009 – Produtor, diretor e roteirista do documentário “COL 30 anos” viabilizado com recursos próprios da ONG e de alguns associados.
2008 – Fotógrafo e produtor das exposições fotográficas “Cachoeira, um rio em transformação” e “Cachoeira – o rio que teima pela vida”. Obras que desde então são expostas anualmente em espaços públicos, principalmente escolas em parceira com o IVC (Instituto Viva a Cidade) acompanhadas de palestras e debates.
2006 – Produtor do Espetáculo de Contação de Histórias "Histórias de Nossa Gente" viabilizado com o Prêmio Mirian Muniz - Governo Federal - Ministério da Cultura - Funarte (Fundação Nacional das Artes).
2001 – Produtor do espetáculo de teatro “Amor Cachorro” no anfiteatro do Colégio Bom Jesus. Obra de grupo paranaense, Ditirambo, foi uma das atividades comemorativas à edição 400 do Jornal O Vizinho.
1994 a 2002 – Produtor da Prolar (Expofeira Multissetoria de Produtos e Serviços para o Lar e Família), evento âncora da Festa das Flores complementado com inúmeras atividades artísticas/culturais.
1987 a 2003 – Produção de atividades culturais na Fenachopp focado nas atividades culturais do evento representando o Clube de Oratória e Liderança (COL).
1980 a 2005 – Apoio e produção de atividades culturais na Festa das Flores, representando o Clube de Oratória e Liderança (COL), focado nas atividades culturais do evento.

Sou muito grato às entidades e parceiros que incentivaram-me e apoiaram-me nessa trajetória.

Saiba mais sobre minha trajetória cultural:
Obras cinematográficas joinvilennses rodam festivais e conquistam prêmios

Ipê Produções conquista prêmio da Ancine para produção de longa-metragem

IVC comemora 11 anos com dois filmes produzidos em parceria com Ipê Produções