terça-feira, 6 de março de 2018

Ipê Produções conquista prêmio da Ancine para produção de longa-metragem

Acendam-se as luzes e, sob aviso de "liguem seus celulares e fumem se precisarem, pois o tempo é de muito trabalho", foi dada a largada para a produção do roteiro do primeiro longa-metragem da Ipê Produções.
Conquista foi tema de reportagem em jornal:

"Palavra Presa" conquistou edital da Ancine que teve recorde de inscritos na disputa. Foram 1109 propostas avaliadas por pareceristas da ANCINE na primeira fase de seleção

 A Agência Nacional do Cinema – ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE anunciaram no dia 5 de março deste 2018, o resultado final da Chamada Pública PRODAV 05/2016 (Desenvolvimento de Projetos)

Concluída a etapa classificatória, 203 propostas foram enviadas para a análise da Comissão de Seleção, que elegeu os 81 contemplados anunciados. Entre eles o projeto "Palavra Presa", do núcleo de produção cinematográfica do Bureau de Comunicação e Eventos, Ipê Produções.
O projeto, liderado pela sócia da empresa, Ilaine Melo, é um dos apresentados por produtoras independentes originárias de 17 estados de todas as regiões do País.
Segundo a Ancine, foram contemplados os projetos que demonstraram melhor potencial de desenvolvimento, permitindo vislumbrar retornos artísticos ou comerciais capazes de contribuir para o desenvolvimento e fortalecimento do audiovisual brasileiro.
A escolha também levou em conta a busca por projetos de diversos gêneros e perfis de público, e a composição de uma carteira de projetos que refletisse ainda a diversidade de perfis de realizadores, temáticas e estéticas.
Ipê Produções conquista recursos para desenvolver o roteiro do longa-metragem

Os R$ 10 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual, serão investidos no desenvolvimento de 40 projetos de longa-metragem (30 de filmes de ficção, 2 filmes de animação e 8 documentários) e de 41 projetos para TV (22 séries de ficção, 17 de animação, e 2 séries documentais).
"Também foram respeitados os indutores regionais definidos no regulamento da Chamada Pública, que previam 30% dos recursos para projetos das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste e 10% dos recursos para propostas da região Sul e dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo", informa a Ancine.
Comissão de Seleção
A Comissão de Seleção contou com a participação de três profissionais independentes – Daniela Busoli, executiva, sócia da Formata Produções e Conteúdo; Marcus Ligocki Jr., diretor, produtor e roteirista; e Paulo Halm, diretor e roteirista – e de duas servidoras da ANCINE.
Trata-se de proposta de longa-metragem documental que pretende abordar o Projeto de Leitura e Remição de Pena no complexo prisional de Joinville / SC, programa onde os apenados têm acesso a obras literárias e, por via deste projeto, podem chegar a ter até 48 dias reduzidos de suas penas anualmente.
A proposta é abordar o impacto que as leituras provocaram nestes indivíduos.
Segundo os avaliadores, o "projeto traz, dessa forma, um tema claro e abrangente, questionando o quanto realmente se pode mudar o mundo através da arte. A definição de público-alvo é aderente ao projeto proposto, que propõe a realização de vídeo promo com material resultante da pesquisa, a fim de divulgar o projeto".
Com nota final 4,10 (máximo é 5), a proposta, segundo a comissão de avaliação, apresenta um objeto claro, relevante, mostrando boa pesquisa sobre o tema. "A abordagem é clara, apontando os distintos personagens que se pretende entrevistar, bem como o que se pretende abordar com cada grupo de entrevistados".
O projeto propõe abordar dois complexos situados na mesma região e que possuem condições bastante diferentes: a Penitenciária Industrial e o Presídio Regional de Joinville, retratando o cotidiano de detentos de ambos os complexos e que trarão inexoravelmente consigo as condições de vida que lhe foram impostas.
"As referências são consistentes, esclarecendo sobre o tipo de documentário que se pretende desenvolver", finalizam os avaliadores.

Equipe Técnica (i4) do Palavra Presa
Pesquisa: Ilaine Melo
Roteiro: Ilaine Melo e Ivi Roberg
Produção: Ipê Produções
Produção Executiva: Ivan Melo

Ivi Roberg
Ivi Roberg estudou cinema na FAAP e Mídia Audiovisual na Universidade da Artes e Design de Offenbach, na Alemanha e na Facultat de Belles Arts, em Barcelona.
Dirigiu mais de 20 curtas-metragens, vários clipes, projetos documentais e instalações de vídeos.
Filmou no Brasil, Alemanha, Tunísia, França, Cazaquistão, Espanha, Rússia, Japão e Estados Unidos.
Participou de diversos festivais e exposições, ganhando entre outros, duas vezes o Prêmio de Cinema de Hessen.
Também foi premiada no festival de vídeo arte Bonnet D’Or, no festival francês Bandits-Mages, no festival de vídeo Arte Visionale, em Frankfurt.
Participou da Bienal Internacional de Artes de Bourges, na França.

Ivan Melo
Ivan Melo tem mais de 20 anos de experiência no mercado nacional e internacional de cinema. Trabalhou como produtor executivo da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e como Diretor Artístico do Festival de Paulínia.
Foi ainda Diretor de Projetos do Polo Cinemátográfico de Paulínia onde esteve envolvido na realização de 40 longas-metragens Brasileiros.
Trabalhou nas distribuidoras independentes, Cult Filmes – uma parceria entre as distribuidoras Imovision, Pandora e Filmes da Mostra – especializada no mercado de vídeo doméstico. E como executivo da empresa Mais Filmes, especializada na distribuição para o mercado de Cinema e Televisão.
Participou da comissão de seleção de alguns dos mais importantes editais do País, como o PETROBRAS CULTURAL, BNDES CULTURA, SPCINE, PROAC entre outros.
Atualmente é sócio de Anna Muylart na empresa África Filmes.
Está associado também à empresa capixaba UACARI FILMES de Ivi Roberg e Juliano R. Salgado (O Sal da Terra) com os quais desenvolve dois longas-metragens, a ficção Vitória, e o documentário AMAZÔNIA.
Produtor Internacional do filme “Corpo Elétrico” de Marcelo Caetano – 2017.
 Ilaine Melo

Ilaine Melo é formada em História com especialização em Antropologia.

Desenvolve desde 1992 pesquisas de História Oral com comunidades pesqueiras e rurais de Santa Catarina.
Dramaturga e diretora de teatro, criou, dirigiu e atuou em vários espetáculos teatrais com diferentes grupos de Santa Catarina.
Responsável pelas dramaturgias do Grupo Unicórnio dos espetáculos: “Paititi”, “O Casamento da Princesa Juliete”, “Eredegalda” e “Histórias na Mata”.
Com o Grupo Unicórnio – de Joinville - foi Vencedora do Prêmio Myrian Muniz com a dramaturgia “História da Minha Gente” em 2007 e Elizabete Anderle em 2012 com o espetáculo “O Sótão”.
Estuda cinema desde 2010 desenvolvendo cursos com Di Moretti, Eliane Café, Alexadre Stokler e Cristiano Burlan




-->
A Ipê Produções é um núcleo profissional focado na produção de projetos culturais e artísticos da empresa Bureau de Comunicação e Eventos Ltda, que é um bureau de negócios nas áreas de comunicação e eventos com foco na cultura e meio ambiente. Assim, especializou-se na concepção de projetos diversos para serem viabilizados com captação de recursos públicos e privados.

No mercado desde 5 de janeiro de 1987, atende empresas e instituições as mais diversas, principalmente na região de Joinville, Santa Catarina, Brasil.
Durante sua existência, tem produzido ações e projetos locais de repercussão nacional e internacional.
√ Se a população brasileira de baixa renda hoje pode adquirir os lotes populares, essa conquista teve início em evento da empresa, em parceria com a Associação de Preservação e Equilíbrio do Meio Ambiente (Aprema-SC). Em 1989 era organizada e realizada a primeira discussão oficial no Seminário de Uso e Parcelamento do Solo Urbano, em Joinville.

√ Em outubro de 1992 realizou uma co-produção de show do humorista Costinha em Joinville.

√ Um dos maiores patrimônios culturais de Santa Catarina, a Festa das Flores, passou por momento de quase extinção. A idealização e produção de um evento paralelo, a Prolar, aumentou em cinco vezes o público visitante, rompendo a barreira dos 100 mil, em 1996, revigorando a tradicional festa e saneando-a, financeiramente, pois 100% da arrecadação da bilheteria, durante os oito anos da Prolar, foram exclusivamente para o caixa da Festa das Flores.

√ Em 2007, via edital público conquistado com o Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz, o projeto Histórias de Nossa Gente, patrocinado pelo Governo Federal através do Ministério da Cultura, resultou numa pesquisa de campo para o resgate de parte do patrimônio imaterial em cinco comunidades rurais e de pescadores de Joinville e região. Uma dramaturgia foi produzida com esta pesquisa.

√ Em 2009, patrocinada pelo Governo do Estado de Santa Catarina, através da Fundação Catarinense de Cultura via edital Elisabete Anderle, a empresa produziu o espetáculo de teatro Sótão, que reuniu atores premiados e consagrados do meio artístico/cultural. Em 2010 e 2011 o espetáculo Sótão circulou em parceria com o SESC/SC.

√ Em 2009, patrocinado com recursos privados, a Ipê Produções, produziu os documentários COL Joinville 30 anos  e Clube de Oratória e Liderança 30 anos.
√ Em março de 2012 finalizou a produção do documentário O rio que teima pela vida, obra financiada com recursos públicos do Convênio de Cooperação Ambiental do FMMA (Fundo Municipal de Meio Ambiente) da Fundema (Fundação de Meio Ambiente de Joinville).

√ Em julho de 2013 finalizou a produção do documentário Se ligue no esgoto, obra financiada pela empresa de economia mista Companhia Águas de Joinville, através da conquista de edital público.

√ Em junho de 2015 finalizou a produção do documentário O Marinheiro do Rio Cachoeira, obra também financiada pela empresa de economia mista Companhia Águas de Joinville, através da conquista de edital público.

Atualmente, a sede da Ipê Produções é à Rua Xavantes, 476, Bairro Atiradores, Bacia Hidrográfica do Rio Cachoeira, CEP 89203-210 Joinville, SC, Brasil. Fone 47 34339121 e 999.846.244.


Outras postagens culturais neste blog:
Com maiores notas de avaliação IVC conquista dois prêmios do Simdec 2016
Clube de Oratória e Ajidevi são parceiros em curso de oratória e contação de histórias
O Dia Seguinte, com Chico César e Zé Celso, no Teatro Oficina
No "Dia do Rio" COL encerra projeto "O Marinheiro do Rio Cachoeira"
"Território do Brincar" e "O Marinheiro do Rio Cachoeira" na "Virada Educação Joinville"
Um filme incendiário
Bikes Vs. Cars tem exibição em Joinville
Bicicletas X Carros
Mundo meu
Di Dá Dó, no Fórum Mundial da Bicicleta
Existem três tipos de palhaços
Teatro no bar
Ex traficante agora é astro de cinema
5X Favela é o grande campeão do Festival Paulínia de Cinema
Zuenir Ventura debate no Festival Paulínia de Cinema 2010
Premiados do II Festival Paulínia de Cinema

Leia sobre outro projeto também premiado em edital "Sótão":
Seleção de fotos do Sótão para imprensa

Fantásticas histórias sobrenaturais
Cadeira e vassoura da bruxa do Sótão

Dois dos bastidores do Sótão

Tateando ao redor do Sótão

Sótão retorna em março no aniversário de Joinville

Retire o seu ingresso com uma hora de antecedência

Bruxas e lobisomens do Sótão

Folder do Sótão
Sótão em cartaz
Sótão estreia no Sesc Joinville

O encontro do santo com o lobisomem

Lobisomem do Sótão

Carlos Franzoi no Sótão

Sótão premiado

Nenhum comentário:

Postar um comentário